Começar e desenvolver uma carreira internacional em tecnologia tem sido o objetivo de muitos profissionais brasileiros. Segundo dados do Banco Mundial, até 2024 haverá a criação de novas 420 mil vagas na área de Tecnologia da Informação.

Um dos grandes motivos para o rápido crescimento dessas oportunidades para profissionais de TI globalmente, é claro, foi a pandemia e o aumento do trabalho remoto. Em todo o mundo empreendedores (da lojinha da esquina à grande indústria que nunca acreditou no online) tiveram que se digitalizar – o que significa criar ou contratar plataformas, softwares, sistemas e aplicativos para conseguirem sobreviver e ganhar competitividade no mercado.

Apenas no primeiro bimestre de 2021, o Banco Central registrou uma receita de US$ 427 milhões em exportação de serviços de tecnologia, uma alta de 20,28% em relação ao mesmo período do ano passado. Um levantamento feito pela Remessa Online, plataforma de transferências internacionais de valores, revelou que 50,7% do dinheiro recebido por seus clientes nos meses de janeiro e fevereiro destinaram-se ao pagamento na categoria de serviços. Um ano antes, esse percentual era de 31,1%.

Cientistas e engenheiros de dados, desenvolvedores back-end, front-end e full-stack, profissionais de infraestrutura/cloud, de segurança da informação e LGPD. Essas são as carreiras mais promissoras de TI em 2021, segundo a consultoria de recrutamento e seleção Robert Half.

Entre as linguagens de programação em alta no mercado de tecnologia estão o Ruby, React, Node, Scala e Python. Mas é claro que conhecimento em Java, C, C++, C# e JavaScript também são valorizados pelos recrutadores.

Se você trabalha com estas linguagens ou pretende se especializar em alguma delas, terá obviamente grande potencial para desenvolver uma carreira internacional em tecnologia. Se você quer saber quais são os empregos de tecnologia em alta no mercado internacional, continue lendo este post!

Quais empregos de tecnologia estão em alta demanda

Do desenvolvedor mobile ao especialista em segurança da informação, as opções para profissionais de tecnologia variam bastante. Se você está de olho na sua carreira internacional, vale a pena conhecer quais posições estão em alta para concentrar esforços de estudo e investimento.

Entre as posições de destaque para 2021 estão coordenador de segurança da informação, cientistas e engenheiros de dados, desenvolvedores full stack sênior e coordenador de infraestrutura.

Um ponto importante é que, com a necessidade de criar e gerenciar variados tipos de projeto, as empresas estão indo mais além da qualificação técnica. Além de ter habilidades com programação e certificações reconhecidas, estas empresas também buscam profissionais com perfil de gestão e liderança, capazes de apoiar seus negócios em decisões estratégicas.

Empregos de tecnologia mais bem pagos

Um dos salários mais altos no setor de tecnologia é o do cientista de dados, cuja faixa de remuneração pode chegar a R$ 26.700, segundo o Guia Salarial 2021 da Robert Half.

Outra função bastante valorizada é a de profissionais de segurança da informação que podem arrematar nada menos que R$ 21 mil por mês, enquanto o desenvolver médio pode ganhar entre R$ 9.250 e R$ 18.900 – o que também não é nada mal, não é?

É claro que a remuneração vai depender do porte da empresa, características do setor, experiência na função, demanda e disponibilidade pelo perfil no mercado, além das suas habilidades e certificações extras.

Quais empregos de tecnologia estão em alta demanda

Do desenvolvedor mobile ao especialista em segurança da informação, as opções para profissionais de tecnologia variam bastante. Se você está de olho na sua carreira internacional, vale a pena conhecer quais posições estão em alta para concentrar esforços de estudo e investimento.

Entre as posições de destaque para 2021 estão coordenador de segurança da informação, cientistas e engenheiros de dados, desenvolvedores full stack sênior e coordenador de infraestrutura.

Um ponto importante é que, com a necessidade de criar e gerenciar variados tipos de projeto, as empresas estão indo mais além da qualificação técnica. Além de ter habilidades com programação e certificações reconhecidas, estas empresas também buscam profissionais com perfil de gestão e liderança, capazes de apoiar seus negócios em decisões estratégicas.

Empregos de tecnologia mais bem pagos

Mais da metade das empresas e organizações pesquisadas no setor governamental e de energia e serviços públicos esperam que seu orçamento de TI aumente nos próximos doze meses no mundo. Por outro lado, apenas 24 e 26 por cento dos entrevistados dos setores de transporte / logística e lazer, respectivamente, esperam que seu orçamento de TI aumente nos próximos doze meses, a partir de 2020.

Apesar de apenas um quarto das organizações desses dois setores esperar um aumento no orçamento de TI, quase 40% dos entrevistados desses setores esperam que seu quadro de funcionários de TI cresça nos próximos doze meses.

São empresas e indústrias dos setores bancário e pagamentos (fintechs), fundos de investimento, varejo, e-commerce, marketplace, logística e serviços em geral relacionados a diversos temas como saúde, agronegócio e educação.

Quanto ganha um profissional de TI

Um dos salários mais altos no setor de tecnologia é o do cientista de dados, cuja faixa de remuneração pode chegar a R$ 26.700, segundo o Guia Salarial 2021 da Robert Half.

Outra função bastante valorizada é a de profissionais de segurança da informação que podem arrematar nada menos que R$ 21 mil por mês, enquanto o desenvolver médio pode ganhar entre R$ 9.250 e R$ 18.900 – o que também não é nada mal, não é?

É claro que a remuneração vai depender do porte da empresa, características do setor, experiência na função, demanda e disponibilidade pelo perfil no mercado, além das suas habilidades e certificações extras.

Funções valorizadas no mercado internacional de tecnologia

  • CTO (Chief Technology Officer): ocupa o cargo da Diretoria de Tecnologia por ser responsável pela gestão técnica de uma empresa. Os salários do CTO podem chegar a US$ 55 mil.
  • Head of Engineering: tem um papel de liderança nas atividades de recrutamento do departamento de engenharia, além de ser responsável por garantir que os sistemas atendam aos requisitos e padrões gerais de negócios.  A remuneração do Head of Engineering pode ultrapassar os US$ 50 mil.
  • Head of Product: é o executivo responsável por várias atividades relacionadas ao departamento de Produto em uma organização. Eles se concentram em alinhar a estratégia do produto com a estratégia de negócios e implantá-la em toda a organização. Seu salário pode alcançar os US$ 40 mil.
  • DevOps Engineer: desenvolvedores que se interessam por implantação e operações de rede ou administradores de sistemas que têm paixão por scripts e codificação e passam para o lado do desenvolvimento, onde podem melhorar o planejamento de testes e implantação. No Brasil a média da remuneração dos DevOps é de US$ 22 mil.
  • Fullstack Engineer: é um desenvolvedor web que trabalha com o front-end e back-ends de um site ou aplicativo. Estamos falando de um salário médio de US$19.487
  • Frontend Engineer: seleciona, instala e testa os elementos da interface do usuário do software, desenvolve protótipos, codifica e testa as funcionalidades da interface. Resumindo, os frontends usam ferramentas principais como HTML, CSS e JavaScript. Seu salário gira em torno dos US$18 mil.
  • Backend Engineer: desenvolve scripts de servidor e APIs para serem consumidos pelos front-ends e outras partes interessadas, utilizando Java, Python e PHP, embora outras linguagens, como Ruby, Node.js, Go, Scala e C ++, também funcionem com estruturas como Django, Laravel, Flask, Express, Spring, Phoenix, e Ruby on Rails e bancos de dados como MySQL, PostgreSQL, MongoDB, por exemplo. Remunerações médias para backends são de US$10.043.

Média de salários em Tecnologia e Produtos

Função Média de salário (São Paulo)
CTO US$55.093
Head of Engineering US$ 53.391
Head of Product US$41.078
Technical Lead US$29.363
Project Manager US$29.032
DevOps Engineer US$22.081
Product Owner US$20.409
Data Scientist US$20.218
Fullstack Engineer US$19.487
Frontend Engineer US$18.875
Business Analyst US$ 14.240
UX/UI Designer US$10.875
Backend Engineer US$10.043 
Security Engineer US$10.187
Quality Engineer US$8.750
Technical Support US$6.268

Fonte: Blog da Ubiminds

Quais funções / trabalhos relacionados ao SDLC (Software Development Lifecycle) você pode desempenhar internacionalmente?

O ciclo de vida de desenvolvimento de um Software (SDLC) tem como objetivo criar software de alta qualidade. 

Por isso, esta metodologia é amplamente utilizada por empresas globais para reduzir custos e aumentar o Retorno sobre o Investimento de seus esforços em tecnologia. Neste ciclo de desenvolvimento, a formação das equipes de TI se dá por profissionais relacionados à criação do software (designers de UX e analistas de produto), fullstacks, back e frontends, analistas de teste, DevOps, entre outros.

Etapas do SDLC (Software Development Lifecycle):

0 – Identificar problemas a serem resolvidos com o software
1- Planejar o desenvolvimento do software
2- Desenhar a arquitetura do software
3- Programar o software
4- Testar
5- Lançar
6- Fazer manutenção

Quais são as habilidades e requisitos que as empresas americanas procuram nos engenheiros de software?

Por ser um mercado extremamente competitivo, os profissionais de TI precisam estar sempre atualizados e reunir algumas habilidades específicas para trabalhar em times distribuídos. Alguns dos requisitos mais comuns são:

Inglês avançado: é óbvio e também indispensável. Apesar de ser um trabalho remoto, você precisará se comunicar com o time distribuído com frequência, por isso falar e escrever nesta língua é um requisito. Quer ir além? Você pode fazer o exame TOEFL (Test of English as a Foreign Language) e impressionar os recrutadores.

Graduação e Pós-Graduação: Os requisitos de educação em tecnologia e computadores também variam de acordo com a posição. Apesar de algumas empresas contratarem candidatos com apenas diploma de ensino médio, a maior parte das posições em tecnologia exige um diploma de graduação ou, dependendo, até mesmo pós-graduação. Funções de liderança, como CTOs e Head of Engineering podem exigir habilidades específicas como análise de sistema, design de software, gerenciamento de TI e segurança cibernética. 

Certificados ou experiência em áreas específicas: Algumas empresas preferem candidatos que possuam certificação especializada como Pós-graduação em Gerenciamento de Projetos ou Técnico CompTIA A + ou segurança de sistemas de informações ou que possuam conhecimento em linguagens de programação ou banco de dados específicos.

Adequação à Cultura da empresa: estar alinhado aos valores fundamentais da empresa, com certeza fará grande diferença. Apesar de cada empresa ser totalmente diferente da outra, a maioria delas procura um profissional comunicativo, curioso e disposto a contribuir e apoiar o restante da equipe.

Como ser escolhido para uma equipe distribuída de alto desempenho?

Indispensáveis

O Stack Overflow perguntou a milhares de desenvolvedores com que frequência eles aprendem uma nova linguagem ou estrutura para sua Pesquisa de Desenvolvedores de 2020, com cerca de 75% dos entrevistados dizendo que aprendem uma nova tecnologia pelo menos uma vez por ano.

Por isso, será indispensável ter:

  • Inglês avançado
  • Alguma experiência prévia na função
  • Algum conhecimento com gerenciamento de dados ou liderança
  • Certificados técnicos ou de uma tecnologia específica como Amazon Web Services (AWS), Microsoft Azure e Google Cloud Platform (GCP), ou Docker e Kubernete, por exemplo.

Desejáveis

Uma equipe de alto desempenho é um grupo de pessoas estrategicamente distribuídas em habilidades-chave que colaboram para atingir um objetivo comum. Por isso, além do inglês avançado e a experiência com as linguagens de programação esperadas, habilidades desejáveis são:

  • Capacidade de Auto-Gestão: análise de métricas, capacidade de lidar com todo o ciclo de planejamento, programação, desenvolvimento, teste e implantação de produtos.
  • Capacidade de planejar e executar um produto que supere as expectativas do cliente: é o principal objetivo dos profissionais de Produto. As equipes de desenvolvimento de software de alto desempenho são capazes de trazer um produto desde o conceito ou ideia até o lançamento no mercado e além.
  • Capacidade de inventar, construir e testar novas soluções aplicadas como produtos de tecnologia: para atender aos requisitos da empresa ou do cliente, os engenheiros devem ser capazes de fornecer soluções viáveis e reunir fortes habilidades analíticas, visualizar processos e resultados.

Leia também: 9 motivos para trabalhar remoto em times distribuídos

Por que o ubiminds é um trampolim para engenheiros brasileiros que desejam trabalhar no exterior

Se você procura um emprego para chamar de seu, um lugar agradável e com a sua cara, a Ubiminds é o jeito certo para conseguir o emprego dos sonhos. Não apenas porque te damos a oportunidade de começar sua carreira internacional em tecnologia, mas porque estamos preocupados em encontrar a posição que melhor se adapte ao seu perfil. Assim, todos saem ganhando: a empresa que vai te contratar, a gente e claro, você. Dá uma olhada nas vantagens de ser um Ubiminder:

Sinta-se em casa: Assuma cargos desafiadores, com propósito definido e que vão levar sua carreira ao próximo nível. Trabalhe em tempo integral, aprenda e cresça ao desenvolver um produto de ponta a ponta, ao invés de ficar pulando de um projeto para outro.

Trabalho remoto de alto nível: Encontre o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal que você merece. Existe uma conexão de Internet rápida, estável e segura? Então você pode trabalhar para empresas americanas, em times distribuídos de desenvolvimento.

Ganhe fluência internacional: Aprimore seu inglês, aumente seu know-how, aprenda a colaborar e até mesmo a evitar passos em falso! Mais do que empregos de engenharia de software, oferecemos experiência de vida.

Saiba mais sobre o jeito Ubi de trabalhar aqui e Confira nossas vagas aqui.

Published On: agosto 11th, 2021 / Categories: #FuturoDoTrabalho, #VidaDev / Tags: , , /

Subscribe To Receive The Latest News